Implante dentário: O que é e como é feito?

Saiba o que é e como é feito o implante dentário

O implante dentário consiste basicamente em colocar um pino de titânio (material que possui compatidade biológica com o tecido ósseo) no lugar da raiz do dente perdido, afim de dar suporte para a colocação de uma ou mais próteses. O que vêm antes disso é a avaliação feita pelo dentista, ele irá definir as peculiaridades de cada caso em específico. É importante salientar que cada paciente é diferente e não existe um tipo de implante padrão. Feita a avaliação profissional e definido o que o paciente necessita, o implantodontista oferece algumas opções ao paciente, e juntos irão escolher a melhor técnica e melhor procedimento a ser aplicado.

o que é e como é feito um implante dentário

E quando o paciente perdeu os dentes naturais há muito tempo e não possui mais estrutura óssea para o implante?

A solução é fazer enxerto ósseo, é quando tecidos ósseos são retirados de outra parte do corpo do indivíduo e implantados na boca, ou, o implantodontista oferece tecidos de bancos, que podem ser de origem animal. É importante salientar que “tempo é dinheiro” e mais, na implantodontia o tempo é fator definitivo para o sucesso do procedimento, vamos explicar por quê: Com a perda de um ou mais dentes, com o passar do tempo o osso sofre um processo de reabsorção fisiológica o que prejudica a colocação do implante, nesse caso poderá ser necessário o enxerto.

E se o paciente estiver com a saúde debilitada e não puder suportar o procedimento do enxerto?

Calma, a implantodontia tem uma solução! Neste caso, podem ser utilizados mini implantes, eles são mais finos e menos invasivos. Existem ainda os implantes zigomáticos que podem ser instalados no osso zigomático. E a novidade do momento é que recentemente a Straumann lançou no mercado o implante curto Roxolid para pacientes que não podiam fazer implantes por não possuir altura óssea suficiente.

Em tempo, alertamos para a escolha do profissional que irá fazer a cirurgia, todo implante é feito através de técnicas invasivas e cortes. Para que tudo corra bem, é preciso que o dentista monte a cirurgia antecipadamente, através de tomografia da arcada dentária do paciente, existem ainda softwares específicos que facilitam o trabalho do implantodontista e prevê um procedimento preciso, isento de qualquer erro. O planejamento prévio facilita a escolha do local para a perfuração do osso e a colocação do implante, além de tornar o procedimento menos agressivo, mais confiável e de cicatrização mais rápida.

Leave a Reply

Your email address will not be published.